SEVEN - Treinamento físico de excelência

Nóticias do Site

Fique por dentro!

Conteúdos atualizados para você, sua saúde e bem estar!

categorias:

Alongamento: É realmente fundamental para antes e depois do treino?

16 junho 2017
Esporte e Fitness
Heloisa Mota

A flexibilidade é uma das capacidades físicas menos observadas e trabalhadas, contudo, ela é fundamental para melhorar a execução de diversos exercícios, melhorar a postura e até prevenir lesões.

Contudo, há muita dúvida sobre quando é importante alongar-se e se isso traz reais benefícios quando feito antes ou depois do treino.

Há muitos anos o ato de iniciar uma atividade pelos alongamentos é bastante comum, porém, não há nenhuma evidência científica de que esse alongamento pré-treino possa trazer algum tipo de benefício para a musculatura e ao contrário do que se imagina, não previne lesões.

Isso acontece pois quando treinamentos (tanto faz se é treino de força ou um treino aeróbio) colocamos nossa musculatura sob estresse e se antes ou depois desse treino procuramos forçar mais ainda os músculos, é possível que causemos algum tipo de lesão, seja esse alongamento feito antes ou depois do treino. Portanto, o melhor a fazer antes de um treino é o aquecimento, que prepara a musculatura e as articulações para os exercícios que serão realizados.

Contudo, o alongamento é fundamental e conforme dito no início desse texto, ele pode sim ajudar a prevenir lesões e melhorar a qualidade dos movimentos, mas para que esses benefícios aconteçam o melhor a fazer é já procurar trabalhar os movimentos do treino com grande amplitude e também fazer exclusivamente exercícios de flexibilidade em uma sessão de treino separada da sessão de força e resistência.

É importante salientar que estamos falando de alongamentos mais intensos, que realmente estimulam os músculos e as articulações a adotar uma conformidade que não é a sua usual. Agora, alongamentos de baixa intensidade, em que as posições não são forçadas por mais de 30 segundos e não estressam a musculatura, podem até ajudar a relaxar, pois por serem leves é provável que não contribuirão para cansar ainda mais estresse a musculatura (e nem mesmo para causar um real aumento de flexibilidade).

Em resumo, podemos dizer o seguinte:

– Alongamento antes de depois do treino é dispensável.

– Aquecimento é fundamental.

– Alongamentos de baixa intensidade não parecem causar problemas, mas contribuem muito pouco para melhora real da flexibilidade.

– Alongamentos mais intensos devem ser feitos em sessões de treino específicas para trabalhar essa capacidade física.

– Fazer exercícios com maior amplitude já contribui para o aumento da flexibilidade.

Gostou do post? Então deixe seu comentário e curta nossa página no Facebook.

Mais Acessados

E agora? Como manter a forma depois dos 30? (1400)

continuar lendo

Gordura corporal parte II- Percentual de gordura ideal (830)

continuar lendo

Afinal, o que é treinamento funcional? (813)

continuar lendo

Siga nosso instagram

Você também pode gostar:

qual-e-a-idade-ideal-para-fazer-treinos-de-forca.jpeg

Melhores exercícios para pernas e glúteos

Continuar Lendo
tpm2

Treinando na TPM: O que fazer para manter o ritmo durante todo o mês.

Continuar Lendo

conheça nosso clube de benefícios

clique aqui